qua 21/fevereiro/2024 14:57
Pesquisar
Close this search box.
Capa
Geral
Cachoeiro
Política
Oportunidade
Saúde
Educação
Economia
Agro
Segurança
Turismo
Esporte
DiaaDiaTV
Publ. Legal
Mundo Pet
Cultura
Foto: Sesa

Hospital atende 152 crianças expostas ao vírus HIV/Aids e 71 crianças e adolescentes com a doença

redacao
Redação Dia a Dia

O Hospital Estadual Infantil Nossa Senhora da Glória realizou uma ação para servidores e usuários com o objetivo de colaborar no processo da divulgação sobre a disseminação da doença, assim como a sua forma de prevenção e, principalmente, levar à reflexão sobre o combate à discriminação e ao preconceito ainda existente na sociedade

A assistente social ambulatorial do hospital, Sandra Fernandes Maciel, que esteve à frente da ação, ao lado da enfermeira Maria do Desterro Rodrigues Marinho, explica que o hospital conta com o Programa IST/Aids. “Em relação à HIV/Aids, são atendidas crianças expostas ao vírus, além de crianças e adolescentes já acometidas com o vírus, com a Síndrome de Imunodeficiência Adquirida (SIDA)”.

“Contamos com uma equipe multidisciplinar composta por três infectologistas, um enfermeiro, um assistente social, um psicólogo e um farmacêutico. Nós atendemos crianças e adolescentes de todo o Espírito Santo”, ressalta.

Sandra Maciel informa ainda que atualmente são acompanhadas pelo programa 152 crianças expostas ao vírus HIV/AIDS e 71 crianças e adolescentes que vivem com a doença. “No que se refere aos encaminhamentos, eles são realizados pelas maternidades, Unidades Básicas de Saúde (UBS), Centros de Referência (Serviços Ambulatoriais Especializados – SAE/HIV/Aids) e Sistema de Regulação (SISREG)”, explica.

Durante a ação, ressalta a chefe do Núcleo de Trabalho Ambulatorial, Suellen de Lima Matiazzi Breciani, foram distribuídos preservativos e informativos e repassadas orientações aos usuários quanto à doença. “Essas ações são muito importantes para ajudar na disseminação de informações corretas, desmistificando a doença”

O programa, além das crianças expostas ao vírus HIV/Aids e crianças e adolescentes com SIDA, atende também crianças e adolescentes com sífilis congênita, com toxoplasmose congênita, citomegalovírus, HTLV 1 e 2 e hepatites virais, vítimas de abuso sexual e de acidentes perfuro-cortantes (nos dois últimos casos, após atendimento de urgência no pronto-socorro).

Além disso, o programa oferece acompanhamento médico ambulatorial, acompanhamento psicológico, de enfermagem e socioassistencial; encaminhamentos para a rede socioassistencial e de saúde; distribuição de medicamentos antirretrovirais (ARV’S); fornecimento de fórmula infantil para crianças (até completar dois anos de idade); e oferta de exames laboratoriais e de imagem.

DHPP

Polícia Civil prende suspeito de esfaquear homem até a morte em Conceição de Castelo

acidente_Anchieta

Duas pessoas morrem e duas ficam em estado grave em acidente na BR-101

idosos_golpe

Procon alerta: é preciso ficar atento a golpes contra idosos

Junior_Correa

Júnior Corrêa cumpre intenção e continua até o final do mandato de vereador

futebol-bola-20-02-2024

País do futebol? Desclassificada para as Olimpíadas, a seleção brasileira enfrenta uma crise?

Chuva

Perigo de chuvas intensas em cidades capixabas, alerta Inmet

Padres

Padres participam de formação anual em Jerônimo Monteiro

prisao_Kennedy

Polícia Civil prende suspeito de gerenciar tráfico em Presidente Kennedy

Leia mais