seg 22/julho/2024 08:13
Pesquisar
Close this search box.
Capa
Geral
Cachoeiro
Política
Oportunidade
Saúde
Educação
Economia
Agro
Segurança
Turismo
Esporte
DiaaDiaTV
Publ. Legal
Mundo Pet
Cultura

Mais um incêndio destrói vegetação do Morro do Cristo, em Mimoso

redacao
Redação Dia a Dia

A vegetação do entorno do Morro do Cristo, em Mimoso do Sul, pegou fogo pela segunda vez em nove dias. A fumaça e a fuligem incomodaram moradores de vários bairros do entorno no fim da tarde e noite desta segunda-feira(18).

Alguns moradores, que não quiseram se identificar, acusam dois rapazes de terem colocado fogo no local propositadamente, enquanto fumavam. A informação não foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros (CB), que diz que as causas não foram apuradas, mas que informalmente foi o que se ouviu no local.

Segundo informações do CB, a equipe do Posto Avançado de Bombeiros de Mimoso do Sul foi acionada para conter dois focos de incêndio simultâneos.

Um no Morro do Cristo e outro no bairro Itapuã, que são distantes. Cerca de 48 mil metros quadrados foram devastados pelas chamas, destaca o CB.

Uma moradora do bairro Serrano, e que preferiu não se identificar, estava irritada com os incêndios frequente que levam fuligem e fumaça para todas as casas da região.

“Esse povo não tem o que fazer. Fica colocando fogo. Aqui em casa está insuportável. Acho que chegou aqui perto do campo. A fumaça está terrível. Parece que é no quintal de tão forte. Não sou de reclamar, mais está demais”, frisou.

Segundo ela, que tem crianças em casa. à noite a sensação de de que a fumaça abaixa e tudo fica muito pior. “Temos que rezar para chover e apagar o fogo de todos”, reforçou.

O fotógrafo Beto Barbosa é outro que reclama dos incêndios frequentes na região. Diz que foi para a academia e quando voltou para casa encontrou tudo tomado pela fuligem. “Foi impossível ficar em casa sem limpar tudo antes de dormir” relata.

Ele lamenta que os moradores não acatem as orientações do Corpo de Bombeiros em relação a colocar fogo em vegetação num período de seca como o que estamos atravessando. “Esse povo só vai parar quando acontecer uma tragédia maior”, enfatiza.

O Corpo de Bombeiros orienta a população que nesse período de seca, quando a umidade relativa do ar é muito baixa, as pessoas tenham cuidado dobrado no que diz respeito ao fogo porque esta é uma época propícia para que o fogo se alastre.

Segundo o CB isto gera um fogo descontrolado e complexo, difícil de combater, até mesmo porque muitas vezes acontece em locais de acesso ruim, sendo necessário o uso de muitos recursos materiais e humanos, causando transtorno a todos, e causando prejuízos à saúde, além de perdas ambientais e físicas.

Apesar das muitas reclamações de desconforto respiratório, o número de atendimentos de síndrome respiratória no Hospital Apóstolo Pedro não apresentou alterações, informa a assessoria de imprensa.

 

SAIBA MAIS

Alguns cuidados básicos para evitar incêndios:

-Fazer descarte correto de lixo;

-Não queimar lixo em terrenos baldios;

-Não descartar resíduos em área de vegetação (guimbas de cigarro, papéis de bala, isopores, entre outros);

-Não acender fogueiras, incensos e velas nas matas (algo comum entre praticantes de ecoturismo);

-Evitar o excesso de aparelhos ligados na mesma tomada;

-Não utilizar ligações elétricas expostas e/ou mal distribuídas;

-Utilizar braçadeira na mangueira do fogão para evitar o vazamento de gás;

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Alface-credito Arquivo Incaper-20-07-2024

Banestes anuncia R$ 1 bilhão em recursos para Plano Safra 2024/25

professor

Abertas 200 vagas em curso gratuito de pós-graduação em educação à distância

moradores-recebem-geladeiras-20-07-2024

Moradores atingidos pelas chuvas no Sul do ES recebem doação de geladeiras e lâmpadas

moto-apreendida-19-07-2024

Moto clonada é apreendida em Cachoeiro após ser flagrada pelo videomonitoramento

prisao-suspeito-19-07-2024

Preso suspeito de atirar em mototaxista e enfermeiro em Cachoeiro

Hospital-do-Aquidaban-2-e1609786208993

Enfermeiro baleado já havia pedido medida de afastamento. Familiares pedem justiça

acidente-br-482-19-07-2024

Motociclista de 53 anos morre atropelada por caminhão

cao-atendimento-veterinario

Inscrições prorrogadas para cursos técnicos gratuitos

Leia mais