Máquina da prefeitura trabalha no bairro. Foto: Rogério Carlette

Marataízes faz obras paliativas em Lagoa Funda

Marataízes faz obras paliativas em Lagoa Funda

A Prefeitura de Marataízes deu início nesta semana a obras paliativas no bairro Lagoa Funda, um dos que mais sofrem com os efeitos da erosão. As chuvas de novembro e dezembro intensificaram os problemas da região, e o aterro de barro começou a ceder, formando alguns buracos.

Segundo a prefeitura, obras estão sendo realizadas na avenida Domingos Martins e em breve será feito calçamento, drenagem e saneamento em Alto Lagoa Funda. A prioridade no momento é tampar os buracos e nivelar a pista.

As intervenções são pedidas pelos moradores há mais de cinco anos. Segundo eles, apenas medidas paliativas vêm sendo tomadas para minimizar os prejuízos que a força do mar tem provocado na região.

Trecho atingido pela erosão. Foto: Rogério Carlette

Até então já foram colocadas pedras para conter o avanço das ondas, foi feito também um aterro de barro na área que já havia sido invadida, para recuperar a pista da orla. Mas os moradores querem uma resposta efetiva, como destaca Rogério Carlette, morador de Lagoa Funda.

“A gente está na peleja desta obra há 5 ou 6 anos. Enquanto isso, vamos perdendo casas, ruas e a economia”, lamenta.

A obra a que se refere Rogério é a construção de píeres para ajudar na contenção das águas, que hoje, já respingam na casa de moradores quando o mar está revolto. Segundo ele, a reforma da orla no centro da cidade só fez “transferir o problema para Lagoa Funda”.

Plano de ação

A Prefeitura de Marataízes informou que havia feito um acordo com o governo do Estado, através do DER-ES, para realização dessas obras. No entanto, o governo estadual – por reconhecer a erosão como um problema comum a muitas praias do Litoral Sul capixaba –, optou por “fazer um plano de ação para todas as praias do Estado, que sofrem o mesmo problema de erosão.”

Situação do bairro durante a chuva. Foto: Divulgação

Os estudos marítimos são necessários para a construção desse plano e segundo a assessoria do Departamento de Estradas de Rodagens do Espírito Santo (DER-ES), eles “só serão concluídos em dezembro”.

No entanto, em 2017, a região já recebeu esses estudos realizados pelo Instituto Nacional de Pesquisa Hidroviária (Inph), destaca Rogério.

Ultimas Notícias

Entre para nosso clube de leitores DiaaDiaES.

Cadastre o seu email e acompanhe todo o nosso conteúdo, além de materiais exclusivos a assinantes.

Nos comprometemos a jamais enviar qualquer tipo de spam para sua caixa de entrada.

mersin escort bayan - escort eskişehir - Meritroyalbet - nakitbahis.club - Vippark - winyou.club -

Betexper

-
betsatech.com
- Betgaranti giriş - piabet.biz -

grandbetting güvenilir mi