Paulinho Barros e Peter Costa diplomados. Foto: Beto Barbosa

Novo prefeito de Mimoso já recebeu mais de mil pedidos de emprego

Novo prefeito de Mimoso já recebeu mais de mil pedidos de emprego

O mais jovem prefeito eleito do Espírito Santo tem planos de apertar o cinto nas finanças de Mimoso do Sul e nomear uma equipe mínima para dar início ao governo e levantar a real situação financeira da prefeitura do Sul do Espírito Santo. Peter Costa (Republicanos), de 30 anos, já recebeu mais de mil pedidos de emprego e disse que a prioridade é trazer empresas para a cidade e gerar postos de trabalho.

Peter Costa e seu vice, Paulinho Barros (PTB), foram diplomados na tarde desta sexta-feira (18), no Salão do Júri do Fórum de Mimoso do Sul, assim como os vereadores eleitos para a próxima legislatura.

Vereadores eleitos de Mimoso. Foto: Beto Barbosa

A chapa foi eleita no dia 15 de novembro com 48,97% dos votos e irá substituir, em 2021, o atual chefe do Executivo Angelo Guarçoni, o Jiló.

Nesta entrevista, Peter fala dos planos para desenvolver o município e valorizar o turismo da cidade.

O senhor disse recentemente que pretende organizar as finanças do município. Em setembro do ano passado, chegou a faltar dinheiro para pagar aposentados e pensionistas, e o atraso chegou a 10 dias. Como resolver o problema de falta de caixa?

Peter Costa – A primeira coisa que vamos fazer é reduzir gastos porque do jeito que está, não tem como. Não sobra recursos para investimentos, não sobra dinheiro nem para poder pagar a folha dos aposentados e pensionistas. E acaba gerando a situação que aconteceu. A folha dos aposentados, pensionistas e dos funcionários efetivos tem que ser prioridade.

De início vamos entrar e fazer a nomeação apenas das principais funções, como secretários, subsecretários e as nomeações mais importantes que têm que ter para a prefeitura não deixar de funcionar.

Para a gente estar dentro da real vida financeira da prefeitura porque a gente não sabe muitos detalhes. Infelizmente, a nossa transição foi um pouco conturbada. Mas faz parte e no dia 1º de janeiro é isso aí: economizar e nomear só aqueles que forem mais importantes enquanto a gente levanta a real situação da prefeitura para a gente começar a governar.

O maquinário da prefeitura está completamente acabado, então vamos precisar gastar dinheiro nisso. A área rural da nossa cidade é muito grande e o pessoal está sofrendo muito com a qualidade das estradas. Isso será uma prioridade de início porque não pode ficar do jeito que está.

O senhor pretende reduzir o número de secretarias?

De início pretendo unir Cultura e Turismo. Para o resto das secretarias não vou nomear todo mundo. Vamos ter secretários respondendo por mais de uma pasta.

Quais são os seus projetos para desenvolver a cidade e gerar empregos?

Já estamos mantendo contato com algumas empresas que têm vontade de se instalarem no Espírito Santo. Temos algumas conversas. O principal foco nosso de início vai ser ofertar terreno, isenção, o que for possível. Atuar junto com a Câmara Municipal para aprovar o que tiver de ser aprovado para oferecer benefícios para que empresas possam vir para o município gerar empregos.

O principal problema do nosso município é a geração de empregos. Eu mesmo já tenho mais de mil pedidos de emprego. É bom a população saber que infelizmente se eu empregar todo mundo, a prefeitura vai continuar engessada do jeito que está e seguir sem fazer nada. Isso eu não quero para a minha vida.

Tenho falado muitos nãos para pessoas amigas, pessoas que participaram da nossa campanha, mas se eu der emprego, vou estar ajudando uma família, mas atrapalhando o município.

Mimoso do Sul tem vocação turística? Como pretende explorar esse potencial?

Tem vocação, sim. O nosso Cristo Redentor é muito bonito, mas precisa de uma boa reforma. Estamos em contato com a Associação Comercial para a gente dar uma reformada, construir um deque, barzinho para funcionar aos finais de semana.

Temos também o Pico dos Pontões, que é um lugar muito turístico, mas que precisa ser mais valorizado. Tem o nosso distrito de São Pedro de Itabapoana, tem nosso festival que infelizmente não teve por causa da pandemia e se Deus quiser em 2021 vamos ter condições de fazer.

Tem nossa Festa de Santo Antônio, nossa festa italiana, o Festival do Beiju em Conceição do Muqui. São festas que precisam de apoio do governo do Estado para poder melhorar a estrutura e atrair turistas para o nosso município. E também nossa Folia de Reis, que está parada sem incentivo nenhum.

Esta sexta-feira (18) é o grande dia da diplomação como prefeito. Como está se sentindo?

Estou me sentindo muito feliz. É a realização de um sonho e vai dar tudo certo, se Deus quiser vamos fazer um bom mandato.

Entre para nosso clube de leitores DiaaDiaES.

Cadastre o seu email e acompanhe todo o nosso conteúdo, além de materiais exclusivos a assinantes.

Nos comprometemos a jamais enviar qualquer tipo de spam para sua caixa de entrada.

mersin escort bayan - escort eskişehir - Meritroyalbet - nakitbahis.club - Vippark - winyou.club -

Betexper

-
betsatech.com
- Betgaranti giriş - piabet.biz