ter 17/maio/2022 04:53

Plantas aquáticas na Lagoa Guanandy podem ser resultado de despejo de esgoto

Plantas aquáticas na Lagoa Guanandy podem ser resultado de despejo de esgoto
Anete Lacerda

A Lagoa Guanandy, localizada na comunidade do Gomes, e um dos principais atrativos do município de Itapemirim, com área total de 695 mil m2, está coberta de uma vegetação que tem causado preocupação.

Segundo secretário de Meio Ambiente de Itapemirim (Semma), Janderson Fortunato, os técnicos do Departamento de Controle Ambiental estão acompanhando o aumento do número de macrófitas no local.

Fortunato diz que as macrófitas existentes na lagoa estão influenciando e acelerando o envelhecimento, provocando o aumento na velocidade do processo de assoreamento.

“Tudo isso por abrigar e consolidar sedimentos, já que a lagoa, do ponto de vista geológico, é um elemento transitório e está gradualmente sendo preenchido”, justificou.

O secretário diz ainda que ao que tudo indica, está ocorrendo a entrada de matéria orgânica de origem antrópica (causada por ação humana), aumentando muito a quantidade de nutrientes disponíveis no meio, desequilibrando os processos de fotossíntese e decomposição.

“Esse processo é denominado eutrofização e frequentemente é causado pelo despejo de esgotos ou ainda de produtos como o vinhoto, acarretando graves problemas ambientais”, esclarece.

Janderson Fotunato assegura que para solucionar o problema, está em fase de contratação uma empresa especializada no serviço de remoção das macrófitas, mas não precisou o prazo que isso será feito.

Ultimas Notícias
%d blogueiros gostam disto: