Projeto em tramitação na Ales prevê treinamento de pais para socorrer bebês

Projeto em tramitação na Ales prevê treinamento de pais para socorrer bebês
Redação Dia a Dia

Caso seja aprovado um projeto que tramita na Assembleia Legislativa, os hospitais e maternidades do Estado deverão oferecer capacitação sobre a “manobra de Heimlich” para os pais de bebês, para evitar que morram por engasgamento.

O texto prevê que o treinamento pode ser ministrado individualmente ou em grupos de interessados antes da alta do recém-nascido.

A informação a respeito do treinamento deverá ser afixada em locais visíveis nos hospitais das redes pública e privada, informa a deputada Raquel Lessa, autora da proposta.

Ela visa o treinamento dos pais em técnicas de primeiros socorros no sentido de salvar a vida de bebês engasgados, já que segundo dados da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), uma média de 15 crianças morrem por dia no Brasil vítimas de engasgamento, ingestão de corpo estranho ou sufocamento.

Outro fator destacado pela deputada é outra causa de morte de recém-nascidos: a asfixia, principalmente quando provocada pelo regurgitamento do leite materno.  A proposta será analisada pelas comissões de Justiça, de Saúde, de Cidadania e de Finanças.

SAIBA MAIS

– A Manobra de Heimlich é uma técnica de primeiros socorros utilizada para desobstruir garganta fechada com pedaço de comida ou qualquer tipo de corpo estranho;

– Na manobra de Heimlich, utilizam-se as mãos para fazer pressão sobre o diafragma da pessoa engasgada, o que provoca uma tosse forçada, que faz com que o objeto seja expulso das vias aéreas;

– A manobra deve ser utilizada em caso de obstrução total das vias aéreas por corpo estranho, impedindo completamente o fluxo de ar para o pulmão.