ter 21/maio/2024 06:46
Pesquisar
Close this search box.
Capa
Geral
Cachoeiro
Política
Oportunidade
Saúde
Educação
Economia
Agro
Segurança
Turismo
Esporte
DiaaDiaTV
Publ. Legal
Mundo Pet
Cultura
Foto: Polícia Civil do Amazonas/Divulgação Victor Aguiar da CNN*

Racismo, tortura e feminicídio. Homem que matou grávida porque não queria filho negro está preso

redacao
Redação Dia a Dia

No mês em que se celebra a luta contra o racismo e pelo fim do preconceito contra o negro, a polícia prendeu um homem acusado de matar a ex-namorada negra e grávida porque ele não queria ser pai de uma criança negra. Movido pelo preconceito ele teria cometido o feminicídio.

Antes de matar a vítima, o suspeito tentou convencê-la a fazer um aborto mas ela decidiu ter a criança e por isso foi assassinada quando estava no sétimo mês de gravidez. Ele responderá por homicídio qualificado, e pode ser indiciado pelo crime de racismo.

A prisão preventiva aconteceu em Manaus, nesta terça-feira (21), após ser apontado como autor da morte de sua ex-namorada. A prisão aconteceu quase um ano e meio depois do homicídio.

A mulher foi encontrada em 26 de maio de 2022 em uma área de mata no bairro Lagoa Azul, zona norte de Manaus, com o rosto desfigurado, sinais de agressões e torturas, além de diversas marcas de perfurações em todo o corpo.

Segundo o delegado Ricardo Cunha, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) da Polícia Civil do Amazonas, eles eram namorados. Ao ser informado da gravidez dela, no entanto, o homem começou a insistir para que a jovem fizesse um aborto.

Ainda de acordo com informações do delegado, o homem teria falado para diversos amigos da mulher negra, que jamais teria um filho com características negras.

“No dia do crime, a grávida teria ido ao encontro do pai da criança, para informar que sua família tinha conhecimento de que ele seria o genitor do bebê e afirmar que não iria realizar o aborto. As investigações apontam que, neste momento, eles tiveram um desentendimento em razão do autor não ter aceitado o posicionamento da vítima, o que o levou a tirar a vida da gestante”, afirmou o delegado Cunha.

A Polícia Civil informou, ainda, que fará todas as avaliações necessárias para tipificar o caso como feminicídio, além de analisar também a questão do crime de racismo.

Com a prisão preventiva o acusado responderá por homicídio qualificado e ficará à disposição da Justiça.

Com informações da CNN

cruzamento-etelvina-vivacqua-linha-vermelha-nova-brasilia-zumbi-20-05-2024

Trecho da Linha Vermelha interditado por 30 dias para obras de pavimentação

ebrahim-raisi-20-05-2024

Confirmada morte de presidente do Irã após queda de helicóptero

Prefeitura_Cachoeiro

Prefeitura de Cachoeiro publica edital com resultados do concurso público

escutar-ouvir-mulher-com-mao-no-ouvido-19-05-2024

Sobre as vozes na minha cabeça

retros-linha-coracao-costurado-19-05-2024

Anna

foto-antiga-mulher-com-lampiao-19-05-2024

Quem está aí?

drogas-apiaca-18-05-2024

Bandidos utilizam cafezal para esconder drogas em Apiacá

bispo-diocesano-b-19-05-2024

Igrejas católicas de todo sul do Estado comemoram o Dia de Pentecostes

Leia mais