Ruas inundadas, queda de barreiras e árvores em Mimoso com as chuvas do dia 01/12 Foto Defesa Civil

Risco de chuvas volumosas e ciclone deixa município do Sul em alerta

Risco de chuvas volumosas e ciclone deixa município do Sul em alerta
Redação Dia a Dia

Segundo a coordenação de Metereologia do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Incaper), a segunda-feira (6) será de tempo estável em grande parte do Espírito Santo.

Mas existe um alerta máximo emitido pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) para o risco de chuvas fortes no Espírito Santo, informa o coordenador da Defesa Civil de Mimoso do Sul Leonardo Ferreira da Silva.

Leonardo diz que a informação é de que o ciclone em si não traga riscos, mas sim, a formação de uma Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) potente, com possibilidade de volumes de chuvas de 400 a 500mm ou mais nos próximos dias.

Ele diz que pelo que foram informados, entre segunda e terça-feira, a organização da baixa pressão deve provocar temporais severos no estado, principalmente na parte sul, com risco de vendaval, granizo, raios e trovoadas, além das chuvas volumosas acima de 100mm em pontos isolados.

“Estamos preocupados e tomando as providências porque a previsão é de que na quarta-feira e quinta-feira (7 e 8) haja volumes extremos de chuvas”.

A preocupação é para toda a semana, enfatiza o coordenador da Defesa Civil de Mimoso, já que o alerta prossegue até sexta-feira, quando ainda há risco de chuvas fortes em todo o Espírito Santo.

Leonardo Silva diz que a preocupação em Mimoso é porque há, segundo o alerta, grande risco de enchentes e deslizamentos, principalmente em locais que já tiveram transbordamento nos últimos dias.

Na semana passada o município sofreu com queda de árvores e de barreiras, deslizamento de terras, queda inundação de casas e ruas e o estragos nos pavimentos que foram arrancados pela força da chuva, cerca de 95 mm que caiu em pouco tempo, segundo Leonardo.

“Aqui em Mimoso o trabalho de limpeza das ruas e bueiros e acertos necessários após a chuva da semana passada ainda está sendo feito. Estamos preocupados e as secretarias já estão em alerta”, ressalta.

Segundo o coordenador, as secretarias de Obras, Infraestrutura e Limpeza Urbana foram mobilizadas para o risco e a população ribeirinha também já foi avisada. “Estamos trabalhando, alertas e de prontidão”, destaca.

 

 

 

Ultimas Notícias
Ultimas Notícias