sáb 13/abril/2024 03:59
Pesquisar
Close this search box.
Capa
Geral
Cachoeiro
Política
Oportunidade
Saúde
Educação
Economia
Agro
Segurança
Turismo
Esporte
DiaaDiaTV
Publ. Legal
Mundo Pet
Cultura
Foto: Luara Monteiro

Solo de dança “Moquear: Sem Receita” será apresentado em Itaipava

redacao
Redação Dia a Dia

O espetáculo “Moquear: Sem Receita” será apresentado no dia cinco de fevereiro às 18h30 em Itaipava, no município de Itapemirim, no Quintal Dona Música.

Após a apresentação, o público poderá participar de uma roda de conversa com a equipe do projeto. A circulação de “Moquear: Sem Receita” tem o apoio do Edital 023/2020 Setorial de Dança – Funcultura, da Secretaria de Estado da Cultura do ES.

Narrado em primeira pessoa, o espetáculo traz Yuriê, artista e mulher que utiliza-se das linguagens que domina, as danças urbanas, a capoeira, as danças populares e as danças afro-brasileiras, para tentar responder sua inquietação: com quantos corpos se faz uma moqueca?

“Meu corpo é terra colonizada”, diz o início do texto assinado por Alexsandra Bertoli. Juntamente à palavra, o solo “Moquear: Sem Receita” utiliza diversas linguagens em dança para fazer um paralelo entre a receita da moqueca, prato que representa um aspecto da identidade cultural do Espírito Santo, e os elementos que compõem a intérprete como mulher brasileira de ascendência indígena-negra-europeia.

Dentro desse caldeirão ancestral, o espetáculo aborda questões como o racismo, a objetificação da mulher, a dualidade entre colonização e descolonização e a fusão de etnias que compõem o povo brasileiro.

Yuriê conta que o início do projeto se deu no terreiro da Igreja Reis Magos, localizada em Nova Almeida, Serra, cenário de violência contra os povos indígenas e negros escravizados.

“Seguimos pesquisando pontos de interesse, como as telhas feitas nas coxas dos escravizados, a contraposição de conhecimento científico à oralidade, o olhar romântico e ao mesmo tempo colonizador do indianismo, a violência contra as minorias e os rastros que configuram corpos brasileiros deixados pela influência (genética ou não) de negros, indígenas e europeus”, aponta Yuriê.

 

 

SAIBA MAIS

– O termo “moquear” trata de uma técnica de cozimento indígena em que os alimentos são preparados no caldo dos próprios ingredientes. Essa mistura típica do Brasil e muito presente no litoral é utilizada como uma referência simbólica no espetáculo para fazer um resgate sociocultural da formação de nossos povos.

– A  sinopse trata da guiança da ancestralidade de uma mulher que se encontra numa espiral do tempo onde revisita a sua história, que se confunde com a história de colonização do Brasil. Nessa espiral, ela busca os ingredientes que a compõem para conseguir criar uma receita para se descolonizar.

 

 

 

 

 

IPAJM

Beneficiários do IPAJM aniversariantes de janeiro a abril: recadastramento obrigatório termina no fim deste mês

Casa_cultura_Roberto_Carlos_12_04

Mapa do Turismo Brasileiro: Cachoeiro mantém bom desempenho e cumpre 100% dos requisitos

Carreta_tomba_BR101_12_04_2024

Carreta tomba na BR-101 e uma pessoa fica ferida, em Anchieta

Mutirão_limpeza_Mimoso_Sul_11_04_24

Voluntários peregrinos de 8 cidades arregaçam as mangas para limpar Mimoso do Sul

Carros_apreendidos_Marechal_Floriano_11_04_

Carro usado em roubo a estande de tiros é apreendido pela Polícia Civil

Diocese_Estudo_Bíblico_11_04_24

Mês da Bíblia é destaque no 1º Seminário Regional da Animação Bíblica da Pastoral

Projeto_Tamo_Chegando_Cachoeiro_11_04_24

Dia D do “Tamo Chegando” no Zumbi terá apresentação de Teatro Lambe-Lambe

Fazenda_Santa_Casa_Cachoeiro_11_04_24-

Fazenda da Santa Casa vai plantar 20 mil mudas para alimentar pacientes

Leia mais