Um novo desafio na vida da pequena Antonella

Um novo desafio na vida da pequena Antonella
Um novo desafio na vida da pequena Antonella
Redação Dia a Dia

A família da pequenina Antonella Rosa Inácio de Oliveira, de três anos, que foi homenageada por policias militares de Muqui no mês de agosto por ter o sonho de ser policial e apareceu em matéria em nosso site, enfrenta um novo desafio.

A menina, autista, que sofre de crises convulsivas e que passou por uma cirurgia cardíaca esse ano, enfrenta um novo problema de saúde. Durante uma das consultas de rotina os médicos detectaram um nódulo no pescoço, que a princípio pode ser um linfoma, que é um câncer do sistema linfático.

Quem conta é a mãe, Luana Rosa Inácio, de 33 anos. Segundo ela, o custo de medicamentos da criança aumentou para cerca de R$ 700 por mês, uma vez que os remédios não estão disponíveis nem pelo Estado nem pela Prefeitura, e precisam ser custeados pela família.

A mãe acrescenta que devem ser adicionados a esse custo  as  viagens constantes a Vitória para tratamento da menina, que sofre também de anemia ferropriva, e do filho, que tem anemia hemolítica autoimune.

“Só na semana que vem vamos três dias seguidos, e no dia 17 vamos para a cirurgia, para que possa ser feita a biópsia que confirme ou não o câncer. Se for, o médico já disse que terá que passar por quimioterapia ou radioterapia”, relata.

Ela diz que o transporte é custeado pela Prefeitura, mas que a  alimentação e outras despesas são por conta da família. Luana informa que a menina foi aprovada em perícia médica, mas ainda não começou a receber os recursos que vão ajudar com os custos do tratamento.

 

Campanha

Luana, que não trabalha em função do cuidado com os filhos, conta que o marido é ajudante de pedreiro e que não sabe de que forma conseguirá oferecer todos os cuidados que a menina precisa.

“Moramos de aluguel, quando o tempo está chuvoso meu marido não consegue trabalhar. Então estamos realmente muito preocupados. Ainda estamos surpresos com mais esse problema e não sabemos como será”.

A mãe da criança diz que precisa das orações para vencer mais essa etapa difícil. ” Peço a oração de todos, independente da religião. Toda oração pela vida da minha filha é muito bem-vinda. Só Deus mesmo para nos guiar e proteger”, destaca.

Luana diz que espera não precisar de ajuda financeira para custear o tratamento da filha, mas que se isso acontecer, fará uma campanha de arrecadação junto aos amigos, conhecidos e familiares, e até de pessoas desconhecidas, mas generosas, através das redes sociais.

“Salvar a vida da minha filha é a coisa mais importante do mundo. Coloquem a Antonella nas orações de vocês”, apela.

Ultimas Notícias
Ultimas Notícias