ArcelorMittal inaugura projeto que dessalinizará 500 m³ de água do mar por hora

ArcelorMittal inaugura projeto que dessalinizará 500 m³ de água do mar por hora

Após estudos durante cerca de dois anos, a ArcelorMittal inaugurou a  maior planta de dessalinização de água do mar do Brasil, que deverá entrar em funcionamento ainda em setembro.

De acordo com o CEO da ArcelorMittal Brasil, Benjamin Baptista Filho, o sistema utilizará tecnologia de osmose reversa, bastante comum em países como Israel, Espanha, Estados Unidos e outros, para captação de água do mar.

Benjamin ressalta que foram avaliadas várias alternativas tecnológicas para dessalinização, análises de qualidade da água do mar, discussões técnicas com fornecedores de todo o mundo, testes em laboratório e até visitas técnicas em plantas na Argentina e nos Estados Unidos,

“Nossas equipes fizeram. Tudo para definir pelo projeto mais ajustado à nossa realidade e expectativas”, afirma.

O CEO conta que pesquisadores do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da ArcelorMittal do Brasil e da Espanha (Astúrias) participaram do estudo.

Segundo Benjamin o sistema de ponta é resultado de investimentos de R$ 50 milhões, tem capacidade inicial para dessalinizar 500 m³/hora de água e garantirá maior segurança hídrica para a empresa e para o Espírito Santo.

Ele diz ainda que a produção da planta está alinhada à estratégia da empresa frente a futuros cenários de escassez hídrica.

A água tratada será destinada para fins industriais, substituindo parte do volume consumido do Rio Santa Maria da Vitória e permitindo, assim, maior disponibilidade do recurso para a sociedade.

O governador Renato Casagrande destacou o momento perigoso para a vida planetária, e que é necessário o esforço de todos para manter esse planeta vivo.

“Viverei meu resto de vida com segurança ambiental, mas não sei como será no futuro. Por isso, temos que ter uma mudança no consumo e em nossa atitude. É bom saber que uma empresa, como a ArcelorMittal tem esse compromisso com a área ambiental”

Casagrande destaca ainda que a segurança hídrica é um debate atual e que a maior planta de dessalinização de água está aqui no Espírito Santo, o que vai permitir a economia de água potável para 80 mil pessoas na Grande Vitória;

Construída em área de cerca de 6 mil m², a planta consumirá cerca de 3MW de energia elétrica e representa menos de 1% do total de energia gerada pela própria ArcelorMittal Tubarão, que é autossuficiente.

 

 

Um dos diferenciais do projeto está na sua configuração por módulos. O primeiro terá capacidade para dessalinizar 500 m³/hora de água do mar (suficiente para abastecer cerca de 80 mil pessoas/dia), com possibilidade de serem acrescentados módulos futuramente.

Benjamin Baptista Filho diz que o seu processo não gerará impactos ambientais significativos. A solução de sal em água resultante da dessalinização, a salmoura, será devolvida ao mar por um canal de retorno já existente na usina.

Por conta de sua tecnologia inovadora e acessível, o projeto também deverá contribuir para o desenvolvimento futuro de mão de obra especializada no país.

Em 2019, foi premiado como o  “Projeto Inovador”, durante o Congresso IDA – International Desalination Association, principal evento mundial de dessalinização e tratamento avançado do mundo, realizado em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.

 

Investimentos em segurança hídrica

 



O governador Renato Casagrande destacou que além das parcerias com o setor privado para garantia da segurança hídrica, o Governo do Estado e a Cesan executam o Programa de Gestão Integrada das Águas e da Paisagem.

“É o maior conjunto de ações na área ambiental da história do Espírito Santo, com financiamento do Banco Mundial. Entre 2019 e 2020, foram realizados R$ 500 milhões em investimentos nos sistemas de saneamento. Neste biênio 2021/2022, serão iniciadas obras com o valor total de R$ 2,2 bilhões”.

Casagrande ressalta que os investimentos são aplicados na ampliação e em melhorias dos sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário e na gestão dos recursos hídricos para o uso coordenado da água, do solo e recursos relacionados para o desenvolvimento sustentável, contribuindo para a despoluição dos mananciais.

Informa também que está em andamento o projeto da Barragem dos Imigrantes. Com orçamento de R$ 96,5 milhões é o maior investimento dos últimos 38 anos para garantia da segurança hídrica.

A Barragem terá capacidade de armazenar 23 bilhões de litros de água, localizada no Rio Jucu, na região conhecida como Vista Linda, entre os municípios de Domingos Martins e Viana e vai beneficiar mais de um milhão de habitantes da região da Grande Vitória.

Ultimas Notícias

Entre para nosso clube de leitores DiaaDiaES.

Cadastre o seu email e acompanhe todo o nosso conteúdo, além de materiais exclusivos a assinantes.

Nos comprometemos a jamais enviar qualquer tipo de spam para sua caixa de entrada.

mersin escort bayan - escort eskişehir - Meritroyalbet - nakitbahis.club - Vippark - winyou.club -

Betexper

-
betsatech.com
- Betgaranti giriş - piabet.biz -

grandbetting güvenilir mi