Peça teatral (Foto: PMCI)

Cachoeiro lança edital para escolha de projetos da Lei Rubem Braga

Cachoeiro lança edital para escolha de projetos da Lei Rubem Braga
Cachoeiro lança edital para escolha de projetos da Lei Rubem Braga
Anete Lacerda

Um novo edital para seleção de projetos culturais da Lei Rubem Braga será lançado na sexta-feira (1º) pela Prefeitura de Cachoeiro.

Também será lançado, no mesmo dia, o edital para a seleção de avaliadores dos projetos da Lei Rubem Braga. Poderão concorrer profissionais de todo o Brasil com comprovada experiência em cada uma das linguagens artísticas. O período de inscrição e o formato (pela internet) serão os mesmos do edital para os projetos culturais.

Os editais poderão ser acessados na página de editais do site da Prefeitura de Cachoeiro (www.cachoeiro.es.gov.br/editais). As inscrições ocorrerão de 1º a 31 de outubro, exclusivamente pela internet.

Serão contempladas 12 áreas e 60 projetos, com a novidade de que este ano foi incluída a categoria Artes Integradas, que visa contemplar projetos que não se encaixam em uma única linguagem artística, atendendo, assim, a uma demanda dos artistas da cidade.

As demais áreas são Música; Dança; Teatro, circo e ópera; Cinema, fotografia e vídeo; Literatura; Artes plásticas, artes gráficas e filatelia; Folclore e capoeira; Carnaval; Artesanato; História; Preservação e restauração de acervo e patrimônio histórico e cultural de museus e centros culturais.

Outra mudança é que, neste edital, o valor total para cada projeto foi reduzido para R$ 10 mil. A medida visa abrir espaço para distribuir recursos a mais proponentes, em um momento de superação dos prejuízos ao setor cultural decorrentes da pandemia de Covid-19.

No total, a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo investirá R$ 650 mil no pagamento dos projetos e dos avaliadores. Tanto a criação da nova categoria, quanto a redução do valor dos projetos foram propostas debatidas e aprovadas em reunião do Conselho Municipal de Política Cultural de Cachoeiro de Itapemirim (CMPCCI).

O prefeito Victor Coelho lembra que o setor cultural foi um dos que mais sofreu com a pandemia, e que no ano passado foram repassados mais de R$ 1 milhão em recursos emergenciais da Lei Aldir Blanc, o que ajudou a socorrer os artistas e grupos culturais cachoeirenses.

“Trabalhando com responsabilidade, estamos conseguindo enfrentar os desafios e retomar os investimentos que a área cultural tanto necessita e merece”, enfatiza.

Fernanda Martins, secretária de Cultura e Turismo, diz que a A Prefeitura está muito contente por voltar a lançar um edital da Lei Rubem Braga, após todos desafios enfrentados em 2020.

“A situação do setor cultural ainda é muito delicada e esperamos contribuir para o momento de retomada das atividades. Sempre tivemos um diálogo muito franco com o CMPCCI, o que é fundamental para estabelecer políticas culturais de forma democrática, atenta aos reais anseios da classe”, destaca.

 

 

 

 

Ultimas Notícias
mersin escort bayan - escort eskişehir - Meritroyalbet - nakitbahis.club - Vippark - winyou.club -

Betexper

-
betsatech.com
- Betgaranti giriş - piabet.biz -

grandbetting güvenilir mi