Casagrande autoriza R$ 16 milhões em obras em Jerônimo Monteiro

Casagrande autoriza R$ 16 milhões em obras em Jerônimo Monteiro
Redação Dia a Dia

O governador Renato Casagrande assinou na manhã desta quinta-feira (2), em Jerônimo Monteiro, ordens de serviço para realização de obras que totalizam cerca de R$ 16 milhões.

A Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Jerônimo Monteiro, que será de tempo integral a partir de 2022, receberá mais salas de aula, todas climatizadas, laboratórios e outras melhorias, um investimento de R$ 13,8 milhões.

Será também construído um ginásio poliesportivo no bairro Santa Clara, com custo de cerca de R$ 2 milhões, destacou o governador.

Casagrande enfatiza que a Educação já era prioridade desde o início do governo e que agora virou prioridade das prioridades.

“Estamos fazendo uma revolução tanto com investimento na infraestrutura quanto em tecnologia. Esta escola não vai dever nada a escola nenhuma do mundo. Serão investidos mais de  R$ 13 milhões “, afirmou Casagrande.

Segundo o prefeito de Jerônimo Monteiro, Sérgio Fonseca,  nunca teve um governador que investisse tanto em no município.

“Nosso orçamento é de 33 milhões/ano e o senhor hoje fez um investimento aqui de 16 milhões. É metade de nosso orçamento. Fora outros investimentos, como por exemplo, em nosso hospital de 26 leitos vai passar pra 58 leitos”.

O secretário de Educação Vitor de Angelo ressaltou que o Governo investe em  186 obras somente na área da educação. “Uma obra como essa em Jerônimo Monteiro é um impacto importante que vai além da Educação”.

O governador lembrou que estão sendo assinadas ordens e feitos investimentos em todos os municípios capixabas, seja na educação, saúde e em rodovias.

Segundo ele, na educação o governo está priorizando os dois pilares para desenvolver bem o nosso Estado: infraestrutura e tecnologia, que devem caminhar juntos para o alcance do desenvolvimento e prosperidade.

“Estamos fazendo todo um trabalho voltado à valorização dos professores e alunos com esses investimentos. Educação é o caminho para gerar oportunidades e reduzir violência”.

Luzia Helena dos Santos, diretora da escola, diz que a previsão do início da obra comece está previsto para fevereiro, mas que mesmo assim a escola vai começar o funcionamento em tempo integral, uma vez que existem salas disponíveis.
Mesmo com as obras vai começar escola em tempo integral pois tem salas disponíveis. “São 980 alunos na escola
com a reforma, podemos a 1200″, reforça.

Renato Casagrande citou ainda os investimentos em saúde e construção de rodovias, como a da Vila do Café a São José do Calçado, que será inaugurada em breve, e Castelo a Muniz Freire e Castelo a Fruteiras. ” Estamos fazendo uma revolução em infraestrutura com esses investimentos”, conclui.

 

Ultimas Notícias