Estudantes capixabas disputam paralimpíada em S. Paulo com bons resultados

Estudantes capixabas disputam paralimpíada em S. Paulo com bons resultados
Redação Dia a Dia

Os estudantes capixabas que participam das Paralimpiadas Escolares em São Paulo, o maior evento mundial para crianças com deficiência em idade escolar, que se encerra nesta sexta-feira (26), conquistaram mais de 30 medalhas no primeiro dia da competição.

Com 24 medalhas, o atletismo foi o responsável pela maioria das conquistas.  Os destaques ficaram por conta de Gustavo Soares, Weller Alvarenga, David Henrik e Ítalo Monteiro, que ganharam duas medalhas, cada. Na natação, Breno Costa e Ana Peixoto também brilharam, com dois ouros cada um.

Os atletas do Espírito Santo seguem com chances de medalhas em várias modalidades. Além da natação e do atletismo, modalidades cujas disputas ainda continuam, as equipes capixabas estão na disputa do vôlei sentado, bocha paralímpica, tênis de mesa e parabadminton.

 

Resultados

Na edição de 2019 das Paralimpíadas Escolares, a delegação capixaba viajou para São Paulo com 101 pessoas, entre atletas, técnicos e guias, conquistando 68 medalhas, sendo 39 de ouro, 19 de prata e 10 de bronze, com conquistas nas seguintes modalidades: atletismo, natação, tênis de mesa e vôlei sentado.

Entre os 27 estados do País que estiveram na disputa em 2019, os capixabas terminaram na nona colocação geral, na soma dos resultados obtidos entre todos os esportes. Em 2020, o evento não ocorreu em razão da pandemia causada pelo novo Coronavírus (Covid-19).

 

As Paralimpíadas Escolares

As Paralimpíadas Escolares tiveram a primeira edição em 2009.  Em 2021, a competição tem 13 modalidades: atletismo, basquete em cadeira de rodas (formato 3×3), bocha, futebol de 5 (para cegos), futebol de 7 (para paralisados cerebrais), goalball, judô, natação, parabadminton, parataekwondo, tênis de mesa, tênis em cadeira de rodas e vôlei sentado.

 

Ultimas Notícias