seg 22/julho/2024 08:30
Pesquisar
Close this search box.
Capa
Geral
Cachoeiro
Política
Oportunidade
Saúde
Educação
Economia
Agro
Segurança
Turismo
Esporte
DiaaDiaTV
Publ. Legal
Mundo Pet
Cultura
Foto: Beto Barbosa

Justiça decreta prisão preventiva de estelionatário que lesava idosos em Mimoso

redacao
Redação Dia a Dia

Andre Pedro Xavier do Amaral, de idade não revelada, suspeito do crime de falsidade ideológica, foi preso em flagrante em Mimoso do Sul após a audiência de custódia no dia quatro de novembro.

O mandado de prisão preventiva tem validade até o dia três de novembro de 2034, considerando o prazo prescricional, conforme determina textualmente a sentença da juíza Milena Souza Vilas Boas, da comarca de Mimoso do Sul.

Nossa reportagem já havia apontado que o homem, que anda muito bem vestido e se apresentava como desembargador, conseguiu a procuração de vários idosos para pegar empréstimos e acionar o INSS em nome das vítimas.

Com as conseguia procurações, ele fazia empréstimo e prometia também a aquisição de casa própria e encaminhamento do processos de aposentadoria.

O prejuízo estimado é de R$ 100 mil e o acusado pode pegar até quatro anos de prisão. Apesar de ter sido preso em flagrante delito, o homem não tem ficha criminal.

Ele foi preso enquanto estava numa agência do Brasil com uma das idosas que enganou. Uma outra pessoa enganada por ele chegou, o reconheceu a o denunciou.

O gerente do banco, desconfiado, já tinha acionado um advogada amigo da vítima, uma senhora de 73 anos, para acompanhar o caso.

Na sentença, a juíza destaca que o homem é do Rio de Janeiro e há indícios de que engana idosos no estado vizinho. Com ele foram apreendidas uma carteira, tipo funcional, com o brasão da República e a inscrição Oficial de Justiça, além de diversos cartões bancários, anotações de contas de banco com a respectiva senha no nome de terceiros.

A juza destaca ainda, na sentença, que o homem não tem comprovação de residência, o que justificaria a prisão, já que não há garantias de que irá ser encontrado em futuras intimações.

O titular da Delegacia de Mimoso do Sul, Rômulo Carvalho Neto, não se manifestou sobre o número de vítimas que procuraram o local até o fechamento da matéria. Caso se manifeste, a matéria será atualizada.

 

 

Nunca estive numa delegacia, diz uma das vítimas

 

 

Foto: Beto Barbosa

 

O trabalhador rural Élcio, de 63 anos, é uma das vítimas do estelionatário. O idoso conta que perdeu R$ 13 mil para o homem, que prometeu aposentá-lo.

Primeiro ele pagou R$ 8 mil, e depois mais R$ 5 mil, que o suposto procurador dizia ser para pagar a equipe que estaria atuando junto ao INSS.

Élcio destaca que ficou sabendo que tinha caído em um golpe no banco, quando foi convencido a ser avalista de outra vítima.

“Estes dias eu estava trabalhando e fui chamado para assinar como avalista de uma mulher que estava fazendo empréstimo. Ele falava que era desembargador. Eu sou pessoa de roça e não desconfiei. Estou muito assustado. Nunca estive em porta de delegacia”, relata.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Alface-credito Arquivo Incaper-20-07-2024

Banestes anuncia R$ 1 bilhão em recursos para Plano Safra 2024/25

professor

Abertas 200 vagas em curso gratuito de pós-graduação em educação à distância

moradores-recebem-geladeiras-20-07-2024

Moradores atingidos pelas chuvas no Sul do ES recebem doação de geladeiras e lâmpadas

moto-apreendida-19-07-2024

Moto clonada é apreendida em Cachoeiro após ser flagrada pelo videomonitoramento

prisao-suspeito-19-07-2024

Preso suspeito de atirar em mototaxista e enfermeiro em Cachoeiro

Hospital-do-Aquidaban-2-e1609786208993

Enfermeiro baleado já havia pedido medida de afastamento. Familiares pedem justiça

acidente-br-482-19-07-2024

Motociclista de 53 anos morre atropelada por caminhão

cao-atendimento-veterinario

Inscrições prorrogadas para cursos técnicos gratuitos

Leia mais