sáb 24/fevereiro/2024 06:40
Pesquisar
Close this search box.
Capa
Geral
Cachoeiro
Política
Oportunidade
Saúde
Educação
Economia
Agro
Segurança
Turismo
Esporte
DiaaDiaTV
Publ. Legal
Mundo Pet
Cultura

Mais de 70 aves silvestres e exóticas são apreendidas no Sul do Estado

redacao
Redação Dia a Dia

O Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema) e o Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA) apreenderam mais de 70 aves silvestres e exóticas que eram criadas, reproduzidas e comercializadas de forma ilegal no sul do Estado.

As ações de fiscalização foram realizadas nos municípios de Ibitirama e Irupi.

Foram apreendidas 51 aves da espécie Saltator similis, popularmente conhecida como trinca-ferro, além de 21 Ring Necks, ave exótica também conhecida como periquito-de-colar.

As aves estão na lista de espécies da fauna ameaçadas de extinção no Espírito Santo, conforme Decreto Estadual nº 5.237-R/2022.

Os responsáveis por manter as aves de maneira ilegal foram identificados e autuados pela Polícia Militar Ambiental. Os pássaros passaram pelo Centro de Triagem e Reabilitação (Cetras) do Iema, em Cariacica, e foram levados para o Centro de Reintrodução de Animais Selvagens (Cereias), em Aracruz, onde vão receber os devidos cuidados.

“A criação de aves ilegais gera pressão sobre os ambientes naturais, causando extinção de espécies nativas. Ao adquirir uma ave ilegal, as pessoas incentivam traficantes de aves a retirarem cada vez mais da natureza, diminuindo a ocorrência de forma natural e contribuindo para a extinção desses animais”, disse a servidora da Coordenação de Fauna do Iema, Marília Bautz.

“O trinca-ferro, por exemplo, por ser uma ave com o canto muito apreciado, acabou sendo alvo do tráfico ilegal e, atualmente, está presente na lista de aves ameaçadas de extinção no Estado. Não contribua para o tráfico ilegal de aves. Antes de adquirir uma ave, certifica-se da autenticidade no Iema. É importante se informar”, alertou Marilia Bautz.

As aves apreendidas não tinham anilha nem registro, conforme determina a legislação em vigor (Lei Estadual Complementar Nº 936/2019 e Instrução Normativa Iema Nº 06/2017).

Para ter posse regular de uma ave, o interessado poderá adquirir um animal por meio de criadouro ou empreendimento comercial legalizado, que devem ser acompanhados de nota fiscal e certificado de origem quando couber, ou deverá ser criadouro amadorista passeriforme devidamente homologado no Iema, por meio do Sistema de Controle e Monitoramento da Atividade de Criação Amadora de Pássaros (Sispass).

 

LéoCamargo

PL lança Léo Camargo na corrida eleitoral pela Prefeitura de Cachoeiro

Senac-02

Empreendedores capixabas concluem formação com foco em Inovação

Conferencia_de_Saude_Presidente_Kennedy

Presidente Kennedy realiza 9ª Conferência Municipal de Saúde

Estadio_Kleber_Andrade

Partida entre Vasco e Volta Redonda no Kleber Andrade terá 170 agentes de segurança

camara-de-itapemirim

Câmara de Itapemirim altera lei e aumenta de 11 para 13 vereadores

vacina_dengue

Vídeo: Chegada da vacina contra dengue no Espírito Santo

Ubu

Festival Arte com Moqueca e Feira do Empreendedor movimenta Ubu neste final de semana

Temporada_de_Areia

Temporada de Areia retorna em março com jogos em diversas modalidades

Leia mais