20 de abril de 2021 11h13

Projeto incentiva maior contato com acolhidos em instituições municipais

Foto: Márcia Leal/PMCI

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semdes) de Cachoeiro incentiva que contribuições para os serviços de acolhimento institucional de crianças e adolescentes sejam feitas através do Projeto de Apadrinhamento “Construindo laços de afeto e cuidado”. O projeto conta com mais de 60 pessoas inscritas.

“É muito comum as pessoas, nesta época, quererem doar brinquedos, roupas e outros itens, e isso é muito bom. No entanto, nós incentivamos as pessoas a conhecerem e se inscreverem no Projeto de Apadrinhamento, para saber como funcionam as políticas sociais no município”, ressalta a secretária de Desenvolvimento Social, Márcia Bezerra.

O Projeto de Apadrinhamento possibilita que os interessados, sejam pessoas ou empresas, contribuam para o desenvolvimento dos acolhidos, por meio do convívio e de experiências familiares que gerem vínculos afetuosos e duradouros e/ou com apoio material. Para a implantação do projeto, a Semdes apresentou a proposta a órgãos como o Conselho Municipal de Assistência Social e o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Existem modalidades de apadrinhamento. O “Padrinho Afetivo” é aquele que faz visitas regulares ao acolhido, buscando-o para passar finais de semana, feriados ou férias escolares em sua companhia, proporcionando convivência social e familiar que produza experiências gratificantes.

Apadrinhamento

O “Padrinho Provedor” é o que dá suporte material ou financeiro à criança ou ao adolescente, seja com a concessão de materiais escolares, vestuário, brinquedos, patrocínio de cursos profissionalizantes, reforço escolar, prática esportiva, idiomas ou outra contribuição financeira para alguma demanda específica do acolhido.

Já o “Padrinho Prestador de Serviços” é o profissional ou empresa que, por meio de ações de responsabilidade social junto às instituições, se cadastra para atender às crianças e aos adolescentes com oportunidades de desenvolvimento laboral, conforme sua especialidade de trabalho ou habilidade, com a apresentação de um plano de atividades.

Os interessados em se cadastrar para se tornarem padrinho ou madrinha precisam seguir alguns critérios importantes, tais como: ser maior de dezoito anos; possuir residência fixa no município de Cachoeiro; não ser postulante a adoção; apresentar disponibilidade para participar, efetivamente, da vida do afilhado, bem como das reuniões e oficinas realizadas pela equipe técnica do projeto; permitir visitas domiciliares; ter acordo com as proposta do Apadrinhamento e as normas das instituições de acolhimento.

As pessoas que desejarem mais informações sobre todas as etapas do projeto e as documentações necessárias para participar, podem fazer contato pelos telefones (28) 3511-3972 ou 3155-5380.

mersin escort bayan - escort eskişehir - Meritroyalbet - nakitbahis.club - Vippark - winyou.club -

Betexper

-
betsatech.com
- Betgaranti giriş - piabet.biz