sáb 13/abril/2024 02:57
Pesquisar
Close this search box.
Capa
Geral
Cachoeiro
Política
Oportunidade
Saúde
Educação
Economia
Agro
Segurança
Turismo
Esporte
DiaaDiaTV
Publ. Legal
Mundo Pet
Cultura

Ruindade sem limite: amarraram o Marreco e enterraram o rosto dele morto a pauladas na areia

redacao
Redação Dia a Dia

CRÔNICA: Luciana Máximo, jornalista

Triste fim de um jovem que não controlava mais o desejo pelo crack e furtava tudo que podia para tentar saciar o vício do maldito crack

Nenhum pai, mãe ou avós receberia pela manhã a notícia de uma morte tão cruel e não indignaria e, ainda que o jovem fosse noia, não se justifica um assassinato tão cruel e frio.

O que demonstra mesmo é a frieza do ser humano e falta de amor ao próximo. Mike Aranha dos Santos, 24 anos, vulgo Marreco, era dependente químico, usuário de crack e já não se controlava mais, assim contou a policial civil Mara Batista.

Marreco furtava para manter o vício, além das casas até traficante foi vítima do freguês, precisava de ajuda, mas o destino foi outro.

Morador da Rua Alda Lofego, no bairro Itaputanga, em Piúma, nesta semana um rastro de sangue levou ao cadáver dele deixado na margem da praia com o rosto desfigurado, enterrado na areia, amarrado com os pés e mãos para trás, morto a pauladas. Foi julgado até a morte e depois, os algozes fugiram deixando a arma do crime no local.

O assassino, ou covardes assassinos armaram a emboscada. O convidaram para “um café” – na gíria deles, fumar uma pedra, ou um baseado, sei lá, e na madrugada do último dia 9, no Canal de Itaputanga, foi posto fim a vida de Marreco.

Todos sabiam que Marreco era usuário de drogas e teria um extenso curriculum na vida do crime. Mas ninguém pode comemorar a partida dele. Nem de ninguém, pois a vida dele era dele e o amanhã ninguém sabe como será.

A policial civil Mara Batista explicou que Marreco estava no último estágio da dependência química, mesmo assim, não tinha um comportamento abusivo, toda vez que parava na delegacia por conta de furtos, abaixava a cabeça. Mara comentou que ele já não se controlava mais e estava entrando na casa de muitas pessoas no bairro por conta da dependência.

“Acordamos com esta triste notícia do homicídio do Mike Aranha, um jovem rapaz de 24 anos. Tudo por conta do crack que a gente tanto alerta. Eu particularmente gosto de alertar os jovens que são conduzidos para a delegacia. Eu faço este pedido aos pais: vigie seus filhos. Infelizmente, Marreco era uma vítima da droga. Ele estava num estágio bastante avançado no vicio. Quem usa, ou está envolvido com droga, eu faço este alerta: a cadeia ou o que aconteceu com Marreco”, advertiu.

De acordo com Mara, Mike chegou a pedir ajuda para deixar o vício, pois era por conta do crack que ele acabava furtando. Que Deus o tenha!

Marreco era sobrinho do cavaleiro Anilton Nascimento Aranha, o Nito, assassinado a tiros no dia 7 de abril, na Praia da Maria Neném, em Piúma. Na época do homicídio de Nito havia uma versão para o crime, o tio teria defendido o sobrinho no bairro de pessoas que ele teria furtado e acabou sendo vitimado no lugar dele.

Na areia da praia onde Marreco foi assassinado ficaram as marcas do sangue por onde o corpo foi arrastado, até ser descoberto na manhã do dia 9.

Muitas pessoas acostumadas a julgar o outro disseram que demorou muito para Mike ser morto: “Ele roubava todas as casas, ninguém aguentava mais”, disse uma mulher.

Luciana Máximo é jornalista
IPAJM

Beneficiários do IPAJM aniversariantes de janeiro a abril: recadastramento obrigatório termina no fim deste mês

Casa_cultura_Roberto_Carlos_12_04

Mapa do Turismo Brasileiro: Cachoeiro mantém bom desempenho e cumpre 100% dos requisitos

Carreta_tomba_BR101_12_04_2024

Carreta tomba na BR-101 e uma pessoa fica ferida, em Anchieta

Mutirão_limpeza_Mimoso_Sul_11_04_24

Voluntários peregrinos de 8 cidades arregaçam as mangas para limpar Mimoso do Sul

Carros_apreendidos_Marechal_Floriano_11_04_

Carro usado em roubo a estande de tiros é apreendido pela Polícia Civil

Diocese_Estudo_Bíblico_11_04_24

Mês da Bíblia é destaque no 1º Seminário Regional da Animação Bíblica da Pastoral

Projeto_Tamo_Chegando_Cachoeiro_11_04_24

Dia D do “Tamo Chegando” no Zumbi terá apresentação de Teatro Lambe-Lambe

Fazenda_Santa_Casa_Cachoeiro_11_04_24-

Fazenda da Santa Casa vai plantar 20 mil mudas para alimentar pacientes

Leia mais