dom 19/maio/2024 01:50
Pesquisar
Close this search box.
Capa
Geral
Cachoeiro
Política
Oportunidade
Saúde
Educação
Economia
Agro
Segurança
Turismo
Esporte
DiaaDiaTV
Publ. Legal
Mundo Pet
Cultura
Mosaico de Alexandre o Grande.

Sobre Homens e Montanhas: A Montanha de Alexandre o Grande

marcio_nascimento2
Marcio do Nascimento Santana
A Rocha Sogdiana. Imagem divulgação

Se você não escalar a montanha do deserto, jamais irá desfrutar da paisagem divina do Reino dos Céus. Bia Marinho

 

A Rocha Sogdiana 

Ou Rochedo de Ariamazes, esse é o nome da montanha que se eleva a 900 metros de altura, e fica localizado no norte da Bactria, na região de Sogdiana, cujo cume era extenso o suficiente para construir uma poderosa fortaleza, que teoricamente seria praticamente inexpugnável… Bem, assim pensava o seu dono, Oxyartes o Bactriano, até conhecer Alexandre o Grande, rei da Macedônia.

 

O Desafio

Corria o ano de 327 A.C (Antes de Cristo) e Alexandre o Grande estava empenhado em continuar sua campanha militar pela Ásia, para isso ele marcha orgulhosamente montado em seu Bucefalo, sobre a região de Sogdiana, onde hoje fica o Afeganistão, em direção a Índia. Porém ele encontra resistência de líderes tribais que viviam nas montanhas, retardando o seu avanço. Alexandre logo percebe que para garantir a unidade de seu império e a manter a segurança de suas rotas de provisões que vinham tanto da Grécia, quanto do Egito, resolve sufocar de forma rigorosa qualquer represália e assim ele consegue em 3 anos destituir, matar e fazer prisioneiro a maioria desses chefes, com exceção do líder da fortaleza da Rocha de Sogdiana, Oxyartes o Bactriano, que lá do alto, através de suas articulações, conseguiria impor certa resistência a máquina de guerra macedônica.

Oxyartes o Bactriano. Imagem divulgação.

 

Soldados com Asas

Alexandre tentou resolver essa delicada situação a base da diplomacia, e ao enviar seus mensageiros para que Oxyartes se rendesse, e ele respondia: Diga ao seu rei Alexandre que para conseguir tomar essa a fortaleza, os seus soldados teriam que ter asas. Humilhado, o rei macedônio começa a elaborar um plano, que consistia em enviar 300 dos seus melhores soldados, em especial os que tinham experiência com escaladas em rochas, para escalarem o poderoso paredão a noite e em livre (Sem qualquer segurança) com objetivo de atacar a fortaleza por trás. Oferecendo polpudas recompensas para todos aqueles que alcançassem o cume, o que deu um estímulo a mais para os bravos escaladores.

Bucéfalo, o cavalo de Alexandre. Imagem divulgação.

E aproximadamente as 21 horas da noite o plano e posto em prática, e assim começa a árdua escalada, com poucas provisões e água, a tropa de montanha da Macedônia almejava a conquista das suas vidas, e esse desafio durou exatamente duas noites, devido a árdua ascensão, e uma vez que eles não podiam ser detectados pelo inimigo e precisavam do elemento surpresa. Seus equipamentos eram basicamente algumas cordas, espadas, alguns pítons primitivos e vários pedaços de pano branco que seria usado para sinalizar a conquista do cume.

Dos 300 escaladores militares enviados, apenas 30 morreram, caindo a mais de 500 metros de altura. E infelizmente seus corpos jamais foram encontrados.

 

O Ataque

Ao realizarem o impossível e sinalizarem com os panos brancos para o seu general, Alexandre o Grande coloca seu exército em marcha, um corpo militar de tamanho poder bélico que fez o chão do único caminho de terra disponível até o topo tremer. Oxyartes cheio de si e dominado pelo excesso de confiança, viu o que seu rival teria cometido um erro, uma vez que tal ataque os deixava completamente vulneráveis a saraivada de flechas de arqueiros e a um ataque de uma infantaria leve que poderia muito facilmente os rechaçar, uma vez que o caminho anulava o peso da vantagem numérica, pois obrigava que as tropas do conquistador macedônio se afunilassem.

Porém meu caro leitor o inevitável acontece, a tropa de elite de montanha do futuro mestre da Ásia, ataca as tropas do incauto Oxyartes pela retaguarda, o que naquele momento, pegos pelo elemento surpresa, deixaram os guerreiros bactrianos desnorteados e se viram cercado de ambos os lados e por serem supersticiosos, acreditaram realmente que os soldados macedônicos tinham ganhado ​​asas, dadas pelos deuses e se renderam. E assim o último líder tribal que ousou desafiar o orgulhoso filho de Felipe II, finalmente se curva.

 

Casamento

Uma vez subjugado seu último inimigo antes da grande marcha para a Índia, Alexandre se apaixona e casa com a filha de Oxyartes, de nome Roxana, considerada por muitos como a mulher mais linda da Ásia, cujo nome significa estrelinha, garantindo assim a segurança de suas rotas de suprimentos. Mas antes de partir o jovem conquistador macedônico proclama Oxyartes como governador da região.

 

O Legado

O maior legado de Alexandre o Grande foi criar uma nova cultura, a helenística, que foi fruto da aproximação e mistura das culturas ocidental e oriental. Influenciado por seu grande professor e mentor, o filosofo Aristóteles ele se tornou fascinado pelo conhecimento, pois ao conquistar um território ele dava ordens expressas que todos sob seu comando tivessem respeito pelas religiões e a política local. Em outras palavras o povo era subjugado, mas sua liberdade religiosa e costumes era respeitada e os líderes locais eram mantidos em sua posição, sob supervisão do império macedônio. Inclusive o próprio Alexandre passou a se vestir como persa, casando se com três princesas, além de incentivar o casamento de seus soldados com mulheres orientais.

No campo bélico se revelou um prodígio na arte da guerra e sua iniciativa contra a Rocha Sogdiana, destacou a importância do domínio da guerra de montanha no campo de batalha. Os soldados com asas de Alexandre o Grande podem ser considerados a primeira tropa de elite de montanha do mundo. Um corpo militar que inspira a criação de tropas similares e modernas até hoje em várias forças armadas e em diversos países. Alexandre infelizmente morreu precocemente aos 32 anos de idade, de febre ocasionada por malária, porém existem historiadores que refutam essa versão e que afirmam que ele também poderia ter sido envenenado.

Para frente e para o alto;
Montanha Brasil.
Para saber mais:

Marcio do Nascimento Santana, Historiador com formação em Arqueologia, Montanhista e membro do Instituto Histórico e Geográfico de Cachoeiro de Itapemirim
deslizamento-mimoso-18-05-2024

Espírito Santo está entre os seis estados brasileiros com mais cidades com risco de desastres

banda-casaca-17-05-2024b

Banda Casaca e muito rock na abertura do 6º Cachoeiro Food Beer

quadrilha-festa-junina-17-05-2024

Inscrições abertas para festival de quadrilhas juninas em Cachoeiro

prf-salva-bebe-engasgado-17-05-2024

Desespero na BR 262: bebê engasga no carro e pais pedem ajuda na PRF

Ricardo_Ferraço_Mutrião_Mimoso_17_04_24

Ricardo Ferraço entrega obras e assina ordens de serviço em Irupi, Iúna e Santa Leopoldina

casa-rosa-cachoeiro-17-05-2024

Aconselhamentos e palestras sobre saúde mental para mães e gestantes na Casa Rosa

renato-casagrande-departamento-policia-ny-b-16-05-2024

Governador sinaliza possível acordo de cooperação com o Departamento de Polícia de Nova Iorque

ceasa-16-05-2024

Ceasa abre concurso com 35 vagas e salário de até R$ 8,1 mil

Leia mais