dom 3/março/2024 05:57
Pesquisar
Close this search box.
Capa
Geral
Cachoeiro
Política
Oportunidade
Saúde
Educação
Economia
Agro
Segurança
Turismo
Esporte
DiaaDiaTV
Publ. Legal
Mundo Pet
Cultura

Subsídios de até R$ 20 mil para compra de imóveis

redacao
Redação Dia a Dia

Subsídios de até R$ 20 mil. A garantia às famílias com renda bruta de até 3 salários mínimos  – R$ 3.960 em 2023 – passou a valer nesta segunda-feira (18).  O Governo do Estado vai conceder o benefício econômico como entrada na aquisição de imóveis financiados pela Caixa Econômica Federal. Esse recurso somado ao subsídio do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) do Programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV). O contrato foi assinado pelo governador Renato Casagrande, na tarde de ontem.

Todas as famílias capixabas enquadradas no critério da renda e que não sejam proprietárias de imóvel residencial terão direito ao benefício. Para garantir o recurso,  Governo do Estado fará um aporte financeiro junto à Caixa no valor total de R$ 200 milhões em quatro anos. E com repasses anuais de R$ 50 milhões. Primeiramente, já em 2023, para que a instituição financeira faça o débito dos benefícios.

O secretário de Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano, Marcus Vicente, explicou que ação objetiva o atendimento de 10 mil famílias em quatro anos. Segundo ele, o que irá possibilitar a realização do sonho da aquisição da casa própria. “Pois a Caixa financia somente 80% do valor do imóvel e muitas famílias, por não possuírem recursos para pagamento da parte não financiada (entrada), acabam por não poder fechar a compra”, detalhou o secretário.

Acesso ao subsídio

O acesso ao benefício pelas famílias capixabas será simples e rápido. A Caixa ficará responsável pela análise e apuração da renda dos interessados. As pessoas devem requerer o benefício à Sedurb, de forma eletrônica, através do E-Docs. Após a análise, a secretaria irá encaminhar o Certificado de Concessão do Benefício aos beneficiados e à Caixa. Ou seja, o documento autoriza o banco a repassar o valor ao vendedor do imóvel.

“A medida, além de possibilitar a compra da casa própria às famílias, também tem reflexos positivos na cadeia do mercado imobiliário aumentando a produção e a oferta de imóveis, consequentemente a geração de emprego e renda na indústria de construção civil, na indústria e no comércio de materiais de construção e, por fim, no aumento da arrecadação tributária”, explicou o secretário

O governador Renato Casagrande destacou a importância da integração de programas habitacionais, como o “Minha Casa, Minha Vida” do Governo Federal e o “Nossa Casa”, desenvolvido pelo Governo estadual. “No Espírito Santo, estamos fazendo o maior investimento em infraestrutura da história. São R$ 3,5 bilhões apenas este ano, sendo que os investimentos em habitação não entram nessa conta.”, disse.

O governador encerrou a cerimônia afirmando que a expectativa para 2024 é de seguir com políticas públicas de referência, priorizando ações que possam chegar às pessoas que mais necessitam.

Orientações

Confira as regras para ter acesso ao benefício:

Abrangência

Famílias com Renda Familiar bruta de até 3 salários mínimos – R$ 3.960 em 2023;
Faixa Urbana II do Programa Minha Casa, Minha Vida – Financiamentos com Recursos do FGTS;
Atendimento em todos os 78 municípios do Estado

Meta

Atendimento de 10.000 famílias nos próximos 4 anos, sendo 2.500 mil famílias a cada ano;

Modaidade do Financiamento

Aquisição de Imóvel Residencial Urbano: Imóvel Novo – Individual e Empreendimentos; Imóvel Usado; e
Imóvel em Produção – Empreendimentos financiados pela CAIXA

Acesso ao benefício pela família

Toda a análise do proponente ao financiamento será de responsabilidade da Caixa, que garantirá o parâmetro de renda definido. O proponente que se enquadrar, após aprovado pela CAIXA, irá solicitará à Sedurb eletronicamente o benefício. Essa solitação deverá ser feita através do sistema E-DOCS no portal Conecta Cidadão.

A Sedurb responderá ao solicitante e à Caixa em  até 3 dias úteis, também de forma eletrônica. Isso fornecendo o Certificado de Concessão do Benefício, que terá validade de 90 dias.

Início do Atendiento

A Caixa precisa de um prazo de 45 dias para adequação de seus sistemas e normas internas para início do novo programa.

Campanha_Dengue

Espírito Santo recebe lançamento de campanha nacional contra a dengue

PM

Idoso é agredido com socos e chutes dentro de casa em Muqui

Cras_Zumbi

Começa nesta segunda programação especial para o mês da mulher em Cachoeiro

governador

Governadores discutem Gabinete de Inteligência no combate à violência

dengue

Cachoeiro realiza Dia D de combate à dengue neste sábado (2)

Acidente

Colisão entre carreta e automóvel mata uma pessoa em Cachoeiro

Primeiro_Comando

Capturado em Cachoeiro integrante de facção criminosa PCC

Dengue_olhos

Dengue: oftalmologista alerta sobre caso de estudante que quase ficou cega

Leia mais