Encontro de Folia de Reis será neste sábado (8) na Praça de Fátima, em Cachoeiro

Encontro de Folia de Reis será neste sábado (8) na Praça de Fátima, em Cachoeiro
Redação Dia a Dia

Cinco grupos participarão da terceira edição do Encontro de Folia de Reis, que será realizado no sábado (8). São eles o Missão Divina (mestre Wilson) e Charola de São Sebastião (mestre Izaías), ambos do distrito de Burarama; Estrela do Pôr do Sol (Mestre Elias), do bairro Aeroporto, e Estrela do Mar (mestre Rogério), do bairro Zumbi.

Também participará o grupo Três Reis Magos de Caeté (mestre Gilmar), do município de Jerônimo Monteiro. Todos foram selecionados por meio de edital lançado pela Semcult.

A partir das 16h30, os grupos se concentrarão no pátio da igreja Nossa Senhora da Consolação, na avenida Jones dos Santos Neves, para participar da bênção das bandeiras. Após a cerimônia, às 17h30, os foliões seguirão em cortejo pela cidade até a Praça de Fátima, na Avenida Beira Rio, onde darão início às apresentações, por volta das 18h.

É oportunidade para os cachoeirenses conhecerem melhor essa rica expressão da cultura popular. Nas apresentações, tradicionalmente, destacam-se os palhaços mascarados, que declamam versos e se exibem para o público.

Os integrantes, com vestimentas coloridas, tocam instrumentos como viola, tambor, acordeon, pandeiro e gaita, e entoam cânticos.

A secretária municipal de Cultura e Turismo de Cachoeiro, Fernanda Martins. Folia de Reis, diz que a Folia de Reis é uma celebração cultural e religiosa, que marca o fim das festividades natalinas.

“A realização desse encontro contribui com a perpetuação dessa tradição, apresentando essa festa tão bonita para as novas gerações”, comenta.

A Secretaria Municipal de Cultura (Semcult) lembra que, em virtude da pandemia, todos os protocolos de prevenção contra a Covid-19 deverão ser seguidos, incluindo utilização de máscaras.

 

Tradição que atravessa gerações

O Reisado ou Folia de Reis é uma festa popular que procura rememorar a jornada dos Reis Magos, a partir do momento em que eles recebem o aviso do nascimento de Jesus, até a hora em que encontram o Deus-menino na manjedoura. Fazendo parte do ciclo natalino, o cortejo de foliões desfila cantando canções típicas, com muita cor e alegria.

Wilson Diniz Cecon, que participará do encontro com seu grupo Missão Divina, já percorreu outros países, como França e Portugal, para divulgar a tradição da Folia de Reis, que é tão forte no interior do município. Começou ainda criança, aos 10 anos, e hoje leva seu filho, o pequeno Arthur, para participar dos festejos e, assim, manter viva a tradição dos folguedos.

“É muito importante mantermos viva essa tradição tão bonita, mostrando a riqueza e a beleza da nossa cultura. Eu passo esses valores para o meu filho e espero que essa tradição nunca seja esquecida”, afirma. de Folia de

Ultimas Notícias
Ultimas Notícias