ter 21/maio/2024 23:02
Pesquisar
Close this search box.
Capa
Geral
Cachoeiro
Política
Oportunidade
Saúde
Educação
Economia
Agro
Segurança
Turismo
Esporte
DiaaDiaTV
Publ. Legal
Mundo Pet
Cultura
Carro de Adilon ficou danificado após atropelar Carla

Ex-marido acusado de atropelar e matar a mulher vai a julgamento nesta quarta-feira em Guaçuí

Lilia-barros-05-09-2023
Lilia Barros

O julgamento de Adilon Roberto de Souza, 46 anos, acusado de atropelar e matar sua ex-mulher, a dona de casa Carla Valadares da Silva, aos 35 anos, está marcado para às 9h30, desta quarta-feira (10), no Fórum Municipal de Guaçuí, no Sul do Estado.

O caso aconteceu no dia 27 de outubro de 2021, próximo ao destacamento do Corpo de Bombeiros. E mesmo depois de três anos, a família continua lutando por justiça. Silvia Valadares e João Carlos, irmãos de Carla relatam o sofrimento dos filhos do casal desde que o pai tirou a vida da mãe deles.

“A barra está pesadíssima porque a forma como ela foi tirada de nós foi muito trágica. Desde o dia da morte da minha irmã, que nossa família corre atrás de justiça, todos os dias. A trajetória dela com esse indivíduo foi muito difícil porque ele batia nela e chegou a traumatizar os próprios filhos que presenciavam as cenas de agressão”, relata Silvia.

João Carlos reforça a necessidade de se fazer justiça pela irmã.  “Sentimos uma saudade sem fim da Carla. Ela falava que tinha medo de largar o Adilson e sofrer uma violência ainda maior. Agora queremos que se faça justiça amanhã!”, diz o irmão.

Os filhos

O casal já não estava mais junto quando o crime aconteceu. Segundo Silvia, ele nunca aceitou a separação deles. Os filhos, quando perderam a mãe, tinham 18 e 16 anos de idade. Os adolescentes foram acolhidos pela avó materna, mas como tempo a filha que hoje tem 21 anos conseguiu um trabalho e uma casa para morar com o irmão.

“Eles nunca foram crianças apegadas ao pai, um homem tosco, agressivo, violento com a mãe deles. As crianças tinham trauma da convivência conturbada do casal e hoje nem gostam de ouvir falar no nome do pai porque eles presenciaram a mãe sendo agredida e até ameaçada com faca. Os dois ficaram revoltados com o pai e não tem como ter amor por ele”, lamenta Silvia.

De acordo com os irmãos de Carla, a família vai comparecer ao julgamento de Adilson. “Familiares mais próximos como nossos pais, irmãos, tios, sobrinhos e alguns amigos estarão no fórum amanhã para pedir Justiça”, conclui Silvia.

O crime

O caso aconteceu no dia 27 de outubro de 2021, próximo ao destacamento do Corpo de Bombeiros. Na época, a Polícia Militar foi acionada para atender a uma ocorrência na ES 484, onde uma mulher estaria sendo atacada fisicamente por um homem, quando populares interviram para livrá-la das agressões.

O agressor colidiu propositalmente em uma caminhonete onde Carla estava, derrubando e atropelando a mulher. Nos links abaixo, veja os detalhes desse acontecimento.

O dia do crime

O vídeo do atropelamento

Saiba Mais Aqui

arroz-20-05-2024

Procon notifica supermercados em Cachoeiro para não aumentarem o preço do arroz

sala-do-empreendedor-mei-20-05-2024

Começa a Semana do MEI em Cachoeiro. Veja como participar das capacitações gratuitas

apreensao-bebidas-PRF-20-05-2024

PRF apreende 2,1 mil litros de bebidas sem nota fiscal em Mimoso do Sul

militares-es-rio-grande-do-sul-b-20-05-2024

Governador envia mais militares para reforçar proteção de abrigos no RS

acidente-br-101-20-05-2024 - 1

Duas pessoas morrem na BR 101 no mesmo local em que 5 perderam a vida no mês passado

cruzamento-etelvina-vivacqua-linha-vermelha-nova-brasilia-zumbi-20-05-2024

Trecho da Linha Vermelha interditado por 30 dias para obras de pavimentação

ebrahim-raisi-20-05-2024

Confirmada morte de presidente do Irã após queda de helicóptero

Prefeitura_Cachoeiro

Prefeitura de Cachoeiro publica edital com resultados do concurso público

Leia mais