Mais uma mulher pode ter sido vítima de feminicídio no Sul do Estado

Mais uma mulher pode ter sido vítima de feminicídio no Sul do Estado
Anete Lacerda

 

Carla Valadares da Silva Souza, 35 anos, foi atropelada e morta na tarde desta quinta-feira (28) em Guaçuí, no Sul do Estado, próximo ao destacamento do Corpo de Bombeiros (CB). Segundo informações da Polícia Militar, ela foi acionada para atendimento a uma ocorrência na ES 484, onde uma mulher estaria sendo atacada fisicamente por um homem, quando populares interviram para livrá-la das agressões.

O  motorista de uma saveiro branca conta que diminuiu a velocidade para passar no local do conflito, quando a mulher teria entrado na carroceria. Foi quando o agressor teria entrado num Ford Fiesta de cor preta  e seguido o seu carro até Guaçuí, colidindo nele propositalmente, momento em que Carla Valadares teria caído da caminhonete e sido atropelado pelo motorista do carro preto.

A Polícia Militar relata que ao retornar à sede do município, foi informada por populares que um homem havia atropelado uma mulher em frente ao destacamento do Corpo de Bombeiros Militar. A vítima era a que havia sido agredida na ES 484, que foi atendida pela equipe do Corpo de Bombeiros e paramédicos do Samu 192, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

O suspeito do atropelamento deixou o carro e fugiu do local. Buscas foram imediatamente iniciadas, mas o homem não foi localizado. A perícia da Polícia Civil foi acionada para procedimentos e demais investigações.

Caso se confirme que o atropelador é ex-marido, essa seria a quinta morte provocada contra mulheres por namorados ou  ex-companheiros no Sul do Estado entre os dias 16 de setembro e 28 de outubro.

 

Relembre alguns casos

16/9 – Charlene de Lenis Gonçalves e a filha Isaquiele Júnia Gonçalves de apenas 10 anos foram mortas a facadas em Marataízes pelo ex-namorado Michael Prates.

25/9 – Giselly Thais Cassandra de Souza foi morta a tiros em Conceição do Castelo pelo ex-marido e pai de sua filha.

28/9 – Adriana Torrente Moreira desapareceu e seu corpo foi encontrado somente no dia 3 deste mês em um córrego, também em Conceição do Castelo. O ex-marido Brás Moreira também foi encontrado morto e a Polícia trabalha com a hipótese que ele matou a mulher e depois tirou a vida.

17/10 – Roseli Valiati Farias desapareceu após sair para se encontrar com o namorado Alexandre Nunes, com quem se relacionava desde abril deste ano. Após a policia pressionar o suspeito, no dia 20 ele confessou o crime e revelou onde o corpo estava. Ela queria terminar o relacionamento porque teria descoberto que ele teria outra namorada

02/04 – Keila de Souza Oliveira foi atingida por quatro tiros disparados pelo marido, Lucimar de Souza Ramos, que tentou tirar a vida após o crime, mas sobreviveu. O crime ocorreu em Cachoeiro e familiares contaram que ele já havia ameaçado a mulher de morte outras vezes.

15/5- A técnica em enfermagem Leidiane Erqui Tonetti Andreão foi assassinada a tiros na frente da filha, em Castelo pelo marido O marido Wellington Denadai Andreão, que atirou contra ele mesmo e acabou morrendo após dias internado.

19/6 – Lucia Helena Coqui foi assassinada com facadas e pauladas em um terreiro de secar café, em Mimoso do Sul, por um homem com quem mantinha um relacionamento e não teve seu nome divulgado pelo Polícia. O motivo, segundo testemunhas, foi o fato da vitima não querer mais o relacionamento

9/7 – Juliana Moreira Rodrigues foi assassinada com golpes de pé de cabra pelo ex-marido Leonardo Maganha Dias no interior de Mimoso. Ele não aceitava o fim do relacionamento.